Crossovers frustrantes, até quando? Crossovers frustrantes, até quando?

Crossovers frustrantes, até quando? 

Não é de hoje que tanto Marvel quanto DC adoram criar sagas onde duas de suas super equipes (geralmente de heróis) saem no tapa por discordar de algum assunto importante. Geralmente a briga acontece apenas dentre seu próprio universo, como, por exemplo, a saga Liga da Justiça vs Titãs e Vingadores vs X-Men. Mas também temos a mistura entre as e ...

The Wicked + The Divine – Crítica The Wicked + The Divine – Crítica

The Wicked + The Divine - Crítica 

Olá caro leitor, você achou que tinha acabado? NÃO! Estamos aqui e a vida continua. E falando em vida, a crítica de hoje é sobre… (você já leu o título do post certo?) Bom, The Wicked + The Divine foi uma compra que fiz totalmente no escuro, li apenas a sinopse e boom!, cliquei no comprar. Sobre o que estou falando? É o seguinte: A cada n ...

Boletim de notícias do Hellboy Boletim de notícias do Hellboy

Boletim de notícias do Hellboy 

O Hellboy é sem dúvida um dos nossos personagens favoritos, e ultimamente ele tem estado em evidência por diversos motivos e em diversas mídias. Decidimos reunir aqui  as últimas notícias do nosso diabão favorito para você acompanhar tudo o que acontece com o personagem. Nos quadrinhos: a Mythos Editora, responsável por lançar Hellboy no Brasil ...

Chico Bento – Arvorada Chico Bento – Arvorada

Chico Bento - Arvorada 

Chico Bento – Arvorada foi a segunda aparição do caipira criado por Maurício de Sousa na linha Graphic MSP. Dessa vez o trabalho ficou todo por conta de Orlandeli, que fez a arte e roteiro. Fazer sozinho uma obra que fique à altura da expectativa dos fãs da linha MSP não é fácil, pois mesmo que alguns volumes não tenham ficado tão bons, n ...

Visão, o sintozóide pai de família Visão, o sintozóide pai de família

Visão, o sintozóide pai de família 

Todo mundo já conhece o Visão. O clássico e muito carismático vingador criado por Ultron para derrotar os Vingadores. O personagem já teve seus altos e baixos tanto na vida quanto nas histórias, mas sempre teve cadeira cativa entre meus vingadores favoritos. Mas esse post não é para falar sobre a trajetória do personagem, mas sim sobre aonde el ...

Karnak Karnak

Karnak 

Desde que os Inumanos ganharam mais destaque na Marvel, muitas mudanças aconteceram e um personagem específico passou a ser muito mais interessante: Karnak. Desde sua criação pelas mãos de Stan Lee e Jack Kirby, Karnak era o inumano baixinho, cabeçudo, com roupa verde, bigodinho e a sensacional habilidade de encontrar as falhas e/ou pontos fra ...

P
17
out
2012

Achados e Perdidos!

Gibas
//
Comentário

Pra quem não faz idéia do que seja, dê uma olhada:
É isso aí!!!!

Com essa capa enigmática e um título que parece não fazer sentido com a imagem, Achados e Perdidos, lançada através da Ed. Quadrinhos Rasos, traz a visão de seus autores, Damasceno/Garrocho/Ito, sobre a solidão, o esquecimento e a força de uma amizade (ou talvez não seja nada disso e eu entendi tudo errado).

Mas…. continuando….

A HQ, de excelente qualidade gráfica, começa com um garoto e seu problema. Um buraco negro em sua barriga. Como surgiu essa coisa? De onde veio? Como ele se livra dela? Essas são perguntas que a HQ não questão responder. E ao final da leitura elas nem mesmo são mais importantes. É difícil prever a profundidade dos argumentos logo na primeira olhada, mas Achados e Perdidos trata de questões que incomodam a mente humana a milhares de anos. Serei lembrado após a morte? Faço falta para alguém? Se eu sumir neste instante, alguém sentirá minha falta? Estas sim, são questões que está HQ põe em pauta. E em momento algum se propõe a responder, mas em refletir sobre esses pontos e acreditar que caminhos dolorosos podem levar a finais libertadores.
Mas essa não é uma HQ triste ou que trata apenas de coisas densas, temos um amigo que quer ajudar o outro a todo custo, que não tem medo de se arriscar por alguem que ele gosta e também temos o contra ponto do personagem principal, uma garota (que como tantas outras pessoas) sacrifica e oprime sua individualidade e especificidades como ser, apenas para fazer parte de um grupo e ser aceita. Assim forma-se o tripé base de toda a HQ, medo e força de vontade de um lado, coragem e imprudência de outro e para fechar, baixa altoestima e pontecial. Com isso, li esta HQ como um punhado de metáforas e reflexões de como levamos nossas vidas e como nos relacionamos com os próximos.
A arte da HQ é impecável e contaria a história sozinha. Alegria, solidão, amor, desespero, esperança, ficam claros em cada desenho, em cada rosto. Próximo ao final, eventos inesperados acontecem, nenhuma virada mágica ou super quebra caminhos ao estilo Hollywood. Esses acontecimentos são muito flúidos e fecham a história de uma forma bonita, sem ser piegas ou tentar passar alguma lição de última hora. O que levo dessa HQ é uma bela reflexão: Só são esquecidos aqueles que esquecem deles mesmos.
Aconselho a todos que tiverem a oportunidade de ler, que leiam e tirem suas próprias conclusões e reflexões. Até a próxima!

Posts Relacionados

Lost Kids | HQ nacio... Projeto novo, feito na raça e com muita vontade e qualidade. "Um pacote misteri...
24º Troféu HQ Mix &#... A 24ª edição do Troféu HQ Mix, que acontecerá este ano, chega com surpresas e mu...
FIQ 2015 – par... E vamos continuar os reviews das aquisições no FIQ. SINGULAR - Emanoel Melo Si...
Bienal em Quadrinhos... A Bienal em Belo Horizonte está aí e vai até dia 27! Mas para nós do Hqqisso, o ...
>> Comentários