3 motivos para você ler One Punch-Man agora! 3 motivos para você ler One Punch-Man agora!

3 motivos para você ler One Punch-Man agora! 

Esse post é só pra quem gosta de mangá mesmo. Pra quem já leu muita coisa, já cansou e quer respirar novos ares dos quadrinhos orientais. Já fiz um post falando sobre o quanto eu gostei das duas primeiras edições desse mangá. Clique aqui para ler o post. O problema é que a história não parou de melhorar. Já foi lançada a edição 9 aqui no Brasil ...

Crítica: O Divino Crítica: O Divino

Crítica: O Divino 

O Divino é um quadrinho lançado pela Editora Novo Século através do selo Geektopia (inclusive, aconselho você a pesquisar outros quadrinhos com esse selo, pois tem coisa muito boa como Wicked + Divine). Na história acompanhamos um homem que decidi ir para um país remoto chamado Quanlun, ele acabou de não conseguir uma promoção, sua mulher está ...

Crossovers frustrantes, até quando? Crossovers frustrantes, até quando?

Crossovers frustrantes, até quando? 

Não é de hoje que tanto Marvel quanto DC adoram criar sagas onde duas de suas super equipes (geralmente de heróis) saem no tapa por discordar de algum assunto importante. Geralmente a briga acontece apenas dentre seu próprio universo, como, por exemplo, a saga Liga da Justiça vs Titãs e Vingadores vs X-Men. Mas também temos a mistura entre as e ...

The Wicked + The Divine – Crítica The Wicked + The Divine – Crítica

The Wicked + The Divine - Crítica 

Olá caro leitor, você achou que tinha acabado? NÃO! Estamos aqui e a vida continua. E falando em vida, a crítica de hoje é sobre… (você já leu o título do post certo?) Bom, The Wicked + The Divine foi uma compra que fiz totalmente no escuro, li apenas a sinopse e boom!, cliquei no comprar. Sobre o que estou falando? É o seguinte: A cada n ...

Boletim de notícias do Hellboy Boletim de notícias do Hellboy

Boletim de notícias do Hellboy 

O Hellboy é sem dúvida um dos nossos personagens favoritos, e ultimamente ele tem estado em evidência por diversos motivos e em diversas mídias. Decidimos reunir aqui  as últimas notícias do nosso diabão favorito para você acompanhar tudo o que acontece com o personagem. Nos quadrinhos: a Mythos Editora, responsável por lançar Hellboy no Brasil ...

Chico Bento – Arvorada Chico Bento – Arvorada

Chico Bento - Arvorada 

Chico Bento – Arvorada foi a segunda aparição do caipira criado por Maurício de Sousa na linha Graphic MSP. Dessa vez o trabalho ficou todo por conta de Orlandeli, que fez a arte e roteiro. Fazer sozinho uma obra que fique à altura da expectativa dos fãs da linha MSP não é fácil, pois mesmo que alguns volumes não tenham ficado tão bons, n ...

N
02
fev
2013

Y – O Último Homem #10 | O fim do fim do mundo!

Gibas
//
Sem Comentários

Y chegou ao fim em seu 10º encadernado e felizmente não sofreu com o problema ou defeito das grandes séries e sequências de ter um final que não satisfaz o leitor que passou meses ou anos acompanhando aquela história. Y termina, até certo ponto, de forma inesperada, e nenhum leitor pode dizer que o final não era para ser esse, pois a história apenas segue seu rumo, os eventos já estavam lá, todas as revelações condizem com os fatos e o final agrada aos fãs de Yorick.

Artista de fuga, mágico, homem, criança e velho, Yorick é o primeiro personagem principal que do início ao fim da história não quer ser, em momento algum, quem ele foi obrigado a ser. No início um menino assustado, depois fugitivo, então caçador, antes líder e por fim a salvação da humanidade. Mas enquanto tudo se passava muito rápido ele queria apenas ser ele e ter sua namorada de volta, um anseio de pessoas comuns em mundo normal. O que não era o caso dele.

Brian K. Vaughan (roteirista de Lost) faz um ótimo trabalho em Y, sem contar uma história absurda, ele sempre puxa o leitor de volta ao mundo real, as verdades sobre como o ser humano realmente é e como as relações humanas podem ser criadas ou quebradas por acontecimentos que não podemos controlar. Um novo amor, a busca que termina, uma chance não aproveitada, a morte. Brian nos mostra que até mesmo um artista de fuga não pode fugir de tudo, mas que por mais que você se esforce, você apenas conseguirá se adaptar às novas situações. Realista de mais em certos momentos, às vezes romantico, outras fantástico, o roteiro de Brian é fabuloso e sempre bem acompanhado de ilustrações de Pia Guerra (vencedora do Eisner) que reforçam a ideia de realismo, por exemplo, utilizando uma página inteira para uma morte, um tiro, um abraço, um beijo.

Não acredito que eu conseguiria descrever todas as nuances que podem ser observadas na história de Y, todas as metáforas ou críticas, mas acredito que Y é uma série obrigatória para todos que gostam de bons quadrinhos, para aqueles que gostam do suspense e da ação dos filmes de Scorsese, para aqueles que amam aventuras de busca que atravessam o mundo, para aqueles que gostam de ser surpreendidos e para aqueles que querem se divertir com a jornada de Yorick.

Y acabou e agora todos aqueles que acompanhavam estão órfãos de uma série carregada de conselhos, crítica e diversão. Espero que não por muito tempo. Um abraço e até a próxima!

Posts Relacionados

Finalmente Vingadore... Quando forças descomunais ameaçam a terra e nenhum super-héroi sozinho pode detê...
Fábulas #1 | Crítica... Era uma vez... Não. Esse post não precisa começar assim. Até porque a Hq Fábu...
Saga de Brian K. Vau... Brian K. Vaughan tem uma mente extraordinária e Saga é uma das melhores Hq's que...
Mulher-Maravilha do ... Nunca fui muito de ler Mulher-Maravilha. Nunca me falaram que eu podia ler, nem ...
>> Comentários