A
12
ago
2013

Piratas do Tietê

1berto
//
Sem Comentários
Piratas do tiête

Uma capa vale mais que mil palavras

Piratas de verdade são sujos, canalhas, inescrupulosos e moram nas águas de São Paulo. Hoje já bastante conhecido, o cartunista Laerte criou os famigerados Piratas do Tietê na década de 80, e desde então, as barbaridades cometidas por eles arrancaram risadas de muita gente. Ao contrário de outras tirinhas de humor mais sutis e apropriadas a todas as idades que são mais comuns, Laerte não economizou na linguagem ou no traço na hora de retratar as obscenidades ou a violência perpetuadas pelos piratas. Tudo, é claro, com muito bom humor.

Para quem quiser conhecer mais sobre a trajetória dos Piratas e do autor vale a pena comprar os encadernados lançados pela Devir em parceria com a Jacaranda, que além de terem histórias mais longas e com participações especiais de outras personagens famosas, nos apresenta uma biografia deEncadernado3 Laerte e detalhes sobre a criação de sua obra. Porém, se você estiver interessado somente nas tirinhas mesmo, não há leitura de banheiro melhor do que as duas edições de bolso lançadas pela LP&M. A Escória em Quadrinhos e Histórias do Pavio Curto.

Mesmo com algumas tiras com críticas políticas ou culturais, a verdadeira força dos Piratas do Tietê está na truculência exagerada, desnecessária, e, acima de tudo, cômica. Não vale a pena tentar encarar de maneira séria algo tão lindamente honesto quanto a obra de Laerte, mas sim abraçar a barbárie e a sanguinolência por ele apresentadas.


>> Comentários