N
23
maio
2013

Diablo em HQ | Previsível e Melhorado

Gibas
//
Comentário

O lançamento de uma HQ adaptando o jogo Diablo 3 era previsível. O que também era de se esperar é que a HQ fosse muito ruim e feita sem atenção ou esmero. Apenas mais um caça-níquel. Mas não é bem assim, a HQ de Diablo tem suas qualidades e defeitos como várias outras e pode ser lida sem problemas. Não é a melhor coisa da sua vida, mas irá te entreter.

 

A HQ apresenta a história de Jacob, um jovem relativamente comum no sombrio mundo de Santuário, que vive uma vida de constante luta pela sobrevivência e sacrifício em uma cidade isolada e cercada por inimigos terríveis (bárbaros). No dia em que comete um crime atroz aos olhos de sua comunidade, no entanto, Jacob é atirado em uma aventura que irá revelar um destino muito mais grandioso do que ele jamais poderia imaginar para si. Com essa sinopse já temos um ponto positivo para a HQ. Ela não conta a história do jogo. É o mesmo mundo, em uma época próxima, mas com outros personagens, dando liberdade para se criar um conto novo dentro do universo de Diablo e enriquecer a mitologia do jogo. Em parte isso é feito. Lendo a HQ fazemos descbertas interessantes sobre bárbaros, arcanistas (magos) e guerreiros. Um pouco da história anterior ao jogo também é contada.

No entanto, a HQ sofre um pouco com o roteiro sem ambição. Diálogos padrões, viradas no enredo que já são esperadas e a história do herói correto, que prefere enfrentar a morte para limpar o seu nome, complicam a leitura que se arrasta assim como é a jogabilidade de Diablo 3.

Os desenhos são interessantes e mostram o mundo de Diablo de uma forma parecida com jogo. Com traços bem definidos, cores vivas para representar sangue, magia e tatuagens. Apesar da arte não ter um aspecto autoral e seguir o padrão para não causar estranheza ao leitor, ela cumpre seu papel. Mostrar que Diablo é um mundo de sangue.

A verdade é que essa HQ poderia ter sido muito melhor. Talvez uma pessoa a mais para dar um polimento no roteiro, um arte finalista deixando os desenhos menos comuns e um protagonista mais interessante teriam melhorado consideravelmente a HQ e transformado-a em um sucesso. Assim como foi o jogo. Pelo menos por duas semanas. Assim como foi o jogo.

Obs: o personagem da arcanista é muito melhor que o protagonista. Todos gostamos de magos.

 

Um abraço da todos e até a próxima!


>> Comentários