3 motivos para você ler One Punch-Man agora! 3 motivos para você ler One Punch-Man agora!

3 motivos para você ler One Punch-Man agora! 

Esse post é só pra quem gosta de mangá mesmo. Pra quem já leu muita coisa, já cansou e quer respirar novos ares dos quadrinhos orientais. Já fiz um post falando sobre o quanto eu gostei das duas primeiras edições desse mangá. Clique aqui para ler o post. O problema é que a história não parou de melhorar. Já foi lançada a edição 9 aqui no Brasil ...

Crítica: O Divino Crítica: O Divino

Crítica: O Divino 

O Divino é um quadrinho lançado pela Editora Novo Século através do selo Geektopia (inclusive, aconselho você a pesquisar outros quadrinhos com esse selo, pois tem coisa muito boa como Wicked + Divine). Na história acompanhamos um homem que decidi ir para um país remoto chamado Quanlun, ele acabou de não conseguir uma promoção, sua mulher está ...

Crossovers frustrantes, até quando? Crossovers frustrantes, até quando?

Crossovers frustrantes, até quando? 

Não é de hoje que tanto Marvel quanto DC adoram criar sagas onde duas de suas super equipes (geralmente de heróis) saem no tapa por discordar de algum assunto importante. Geralmente a briga acontece apenas dentre seu próprio universo, como, por exemplo, a saga Liga da Justiça vs Titãs e Vingadores vs X-Men. Mas também temos a mistura entre as e ...

The Wicked + The Divine – Crítica The Wicked + The Divine – Crítica

The Wicked + The Divine - Crítica 

Olá caro leitor, você achou que tinha acabado? NÃO! Estamos aqui e a vida continua. E falando em vida, a crítica de hoje é sobre… (você já leu o título do post certo?) Bom, The Wicked + The Divine foi uma compra que fiz totalmente no escuro, li apenas a sinopse e boom!, cliquei no comprar. Sobre o que estou falando? É o seguinte: A cada n ...

Boletim de notícias do Hellboy Boletim de notícias do Hellboy

Boletim de notícias do Hellboy 

O Hellboy é sem dúvida um dos nossos personagens favoritos, e ultimamente ele tem estado em evidência por diversos motivos e em diversas mídias. Decidimos reunir aqui  as últimas notícias do nosso diabão favorito para você acompanhar tudo o que acontece com o personagem. Nos quadrinhos: a Mythos Editora, responsável por lançar Hellboy no Brasil ...

Chico Bento – Arvorada Chico Bento – Arvorada

Chico Bento - Arvorada 

Chico Bento – Arvorada foi a segunda aparição do caipira criado por Maurício de Sousa na linha Graphic MSP. Dessa vez o trabalho ficou todo por conta de Orlandeli, que fez a arte e roteiro. Fazer sozinho uma obra que fique à altura da expectativa dos fãs da linha MSP não é fácil, pois mesmo que alguns volumes não tenham ficado tão bons, n ...

P
18
jul
2012

A mulher-“espetáculo”-gato | Início da série

Gibas
//
Sem Comentários

A mulher-gato nunca foi tão mulher, ou tão gata, ou tão espetáculo. Seios fartos, saltos mortais, tiroteio, brigas, sutiãs e sexo. Tudo isso você encontra em Catwoman 1, que saiu no Brasil na revista A Sombra do Batman 1, mas que poderia ter saído em qualquer revista masculina (Playboy, Sexy, entre outras) do mercado e ainda estaria em harmonia com a editoração da revista da mesma forma como ela se adéqua à Sombra do Batman. Calma, explicarei! O escritor da série, Judd Winick, quando perguntado sobre sua nova visão para a Mulher-Gato disse: “Esta é uma Mulher-Gato para 2011, e minha abordagem para a personagens e suas ações refletem alguém que vive em nosso tempo. E que usa uma roupa de gata. E que rouba. É uma história que é parte policial, parte mistério e parte romance. Nela vocês vão encontrar ação, suspense e paixões. Às vezes, cada uma destas qualidades estarão em seus extremos”. Em uma palavra ele poderia ter resumido tudo isso. Extremo. Os desenhos são extremos, as brigas são cruas e viscerais, as relações entre as personagens estão realistas e o sexo permeia cada ação desta nova Mulher-Gato. Numa boa mistura entre a sensualidade da Mulher-Gato vivida por Michelle Pfeiffer em 1992 no Batman Returns de Tim Burton e a exuberância – física – apresentada por Halle Barry no (péssimo) filme de 2003, Catwoman, essa nova personagem de Winick é forte e obstinada em praticar seus roubos na mesma magnitude em que planeja suas vinganças contra aqueles que caçam a maior ladra de Gotham. Preparada para a vida das piores formas possíveis, Selina Kyle não perdoa vilões, não tem apreço pela vida e não se importa em dilacerar faces e impor o medo através de sua perfeição na hora de violentar os “caras maus”. Com cenas sensuais de Selina colocando sua roupa “ultra” colada enquanto se esquiva de balas e momentos selvagens de luta onde até a própria face da ladra se transmuta tornando-a muito mais animal que humana, a história é apenas o ínicio de uma fase que parece levar a personagem para um outro patamar da mistura de sexo e violência que sempre existiu nas histórias da gata mulher.

Por fim, a frase mais certa de Judd foi:”…Às vezes, cada uma destas qualidades estarão em seus extremos.” A nova Selina não é tão diferente assim de todas as versões que você já viu, seja em filme ou HQ’s, mas a capacidade de chegar aos extremos dessa mulher atual, produto da vida agitada e de uma Gotham enlouquecida, é enorme e cada momento é aproveitado ao máximo, o amanhã fica sempre pra amanhã e é assim que termina a primeira edição de Catwoman, com a pergunta de como será o amanhã.

 

Posts Relacionados

Você já viu HQ ̵... A HBO, linda como ela só, está exibindo uma série de documentários, em parceria ...
Notícias relevantes,... Superman ganhará um novo vilão: Em novembro estreará o arco de histórias H'el o...
Como tudo começa | B... Começou em Junho a nova fase do Homem Morcego e tenho o prazer de dizer que come...
Mulher-Gato é bissex... Mulher-Gato bissexual sim! E a onda gay nos quadrinhos (nada contra) continua d...
>> Comentários